Arquivo

Archive for novembro \12\UTC 2009

Com DEUS não se brinca

12 de novembro de 2009 2 comentários

Vejam as impressionantes histórias de pessoas que brincaram com o nome de DEUS.

Você sem DEUS é nada, DEUS sem você continua sendo DEUS.

Anúncios

Cada minuto pode ser diferente, cada minuto pode ter mais valor

5 de novembro de 2009 Deixe um comentário

É impressionante como reclamamos a falta de tempo, mas se observarmos a cada minuto muitas coisas acontecem em grande escala.

Então, faça o seu minuto ser grande, você pode fazer render isso.

Você pode construir um mundo melhor a cada minuto.

Se você quiser alguma coisa de alguém nunca peça a um desocupado, pois ele nunca terá tempo, peça a uma pessoa muito ocupada.

Acolhendo a motivação para enxergar a espiritualidade

5 de novembro de 2009 3 comentários

vaticano[1]

Recentemente tive a oportunidade de ir à uns cultos da igreja protestante – vale ressaltar que sou católico – e fiquei impressionado com as sábias palavras motivadoras dos pastores, como nos envolve com a excelente oratória que possuem, são bastante convincentes, o que me fez muito bem. 

                    Comecei a entender porquê os protestantes são tão determinados, bem podera, com tanta motivação envolvida (música, palavras motivadoras, estrutura impecável e etc.) num “climax” de auto-estima, ouvi até alguns mencionando o quão é chato  a Santa Missa e todo o ritual de levantar-se, ajoelhar-se e sentar-se o tempo todo naquele silêncio. Me senti motivado pelos protestantes.

                   Me senti motivado, porque exerguei que realmente a Santa Missa fica chata, pois não é fácil se ajoelhar no momento do ato de contrição e reconhecer diante da assembléia e do próprio DEUS todos os meus pecados, não é fácil acreditar no mistério da transubstanciação, pois exige que venha o reconhecimento de toda minha miséria e a anulação completa do meu “eu” fazendo com que a misericórdia de DEUS me invada, me tirando do comodismo.

                   Graças aos meus irmãos protestantes foi que pude ficar tão feliz por ser Católico Apostólico Romano, me senti motivado a ser mais católico e me aprofundar mais ainda em sua doutrina.

                   Que lindo mistério é a Igreja Católica que pode de fato ver o pão se transformar em corpo e o vinho em sangue, como os apóstolos no momento da Santa Ceia. 

                    Com isso, podemos adorar e comungar a DEUS em espírito e verdade, no seio da Santíssima Trindade, onde se encontra em plena oração o ser humano mais surpreendente que já conheci, a Virgem Maria (A virgem no seio da Santíssima Trindade).

                   Obrigado aos irmãos protestantes pela motivação, pois foi no culto que senti a falta da Santa Missa e seus lindos mistérios sejam eles gozosos, dolorosos ou gloriosos. Senhor que a motivação possa sempre me levar a uma maior espiritualidade.        

“Ave por vós a glória resplandece, Ave por vós a dor se estingue, Ave por vós o mal se afasta, Ave escada celeste pelo qual o Eterno desce”.

( Canto do “Akathistos”)

 Ofício de Nossa Senhora orada pelos orientais.

Categorias:Artigos religiosos

“Eu Sou”: Jovem

5 de novembro de 2009 1 comentário

Sou o Amigo Eterno, você conhece?

Sou a Paz, você experimenta?

Sou a Verdade, você acredita?

Sou o Caminho, você segue?

Sou o Salvador, você confia?

Sou a Vida, você busca?

“Eu Sou”, você se convence?

Sou o Deus, você sabia?

                                                Ainda digo: Te conheço mais do que você a si mesmo.

                                                Estou bem pertinho de ti, você sente?

                                                Sou a Fé, respire. Me achou?

                                                Ouça-me:

                                                – Quero dar a todos sabedoria, ensinando-os a serem jovens todos os dias.

                                                – Quero iluminar todos com a “Luz” que guia, transformando o mundo em minha moradia.

Deixa que Eu te ajude, e serás sábio.

Deixa que Eu te lave, e serás purificado.

Deixa que Eu more em ti, e reinarás junto a mim.

                                              Em verdade em verdade vos digo:

                                              Tocarei em todos os corações, persistirei até que abram-se as portas para que eu entre no lugar que é meu e reine para sempre.

                                              Chamarei um por um de modo que Comigo, o Pai e o Espírito Santo estejam numa só união. Vivendo uma só lição: amar, amar, amar…

Vem pra “Mim”, “Eu” te chamo.

Vem pra “Mim”, “Eu” te amo.

Vem pra “Mim”, pra vida eterna.

                                              Entregue-se: e compreenderás que “Eu Sou” seu melhor amigo eternamente.

Jesus!

Escrito por: Karina C. Neves (minha irmã).

O que não me mata me fortalece

5 de novembro de 2009 3 comentários

 O Filósofo alemão Frederick Nietzsche foi muito feliz quando citou essa frase: “o que não me mata me fortalece”.

aforca[1]

  Muitas vezes somos acometidos por diversos fatos negativos, por frases ou palavras que nos fere, por julgamentos injustos, por gestos que nos magoam e etc., geralmente somos atacados por pessoas que não nos querem bem ou que desejam ser igual a nós e por não conseguir, utilizam os mais variados meios e maneiras de galgar esse posto. Por isso, em diversas vezes nos sentimos amedrontados sem conseguir realizar aquilo que queremos para nossa vida.

 É comum vermos por aí pessoas relatando que são invejadas a todo instante, o sentimento da inveja não é na maioria das vezes um ataque físico ou verbal, mas libera uma negatividade notável que chega a paralisar o indivíduo. Por que paralisa? Simplesmente porquê a pessoa que está sofrendo a investida se entrega a esses ataques, deixando aquilo se transformar numa bomba atômica que destroe todas as áreas de sua vida, a potencialização daquilo que é lançado contra nós está dentro de nossa mente. Quando nos entragamos aos ataques, nos rendemos no meio de uma batalha, e o nome disto é medo, ou melhor, covardia.

motiva[1]

 Ao invés de potencializarmos o que há de negativo, deixe que tudo isto venha, para que se possa criar uma certa resistência. Não crie resistência ao ponto de retribuir ou se fechar, se isolando de tudo e de todos, mas crie uma resistência ao ponto de apenas suportar e não mas sentir as investidas. No lugar de retribuir o mal com o mal, faça ao contrário, no início isto irá lhe incomodar, porque você irá ter o sentimento de ver quem te fez mal impune, é o que você pensar que irá lhe fazer a diferença no momento. Imagine que você é uma pedra bruta e que o outro seja uma lixa, quando lhe for lançado injúrias, calúnias e ataques rasteiros essa lixa entra em ação, lhe cortando todo, gerando muita dor, mas chegará um momento em que você não sentirá mais dor alguma, porque esta lixa já estará totalmente desgastada. Toda má palavra, injúria, calúnia cessará e aquela lixa ficará velha e feia, enquanto você se tornará uma bela pedra polida e por que não, um belo diamante.

Pois é, o que não me mata me fortalece.

 DCN

Categorias:Artigos religiosos

Amor de Pai

3 de novembro de 2009 2 comentários

Você já deve ter ouvido falar em amor de mãe, mas veja essa maravilhosa história do amor de um pai para com o seu filho.

Não deixou que a idade impedisse de realizar o desejo de seu filho.

 

Grito Silencioso – Aborto, aborte essa idéia.

3 de novembro de 2009 Deixe um comentário

Como os movimentos feministas podem falar em direito, se procuram tirar o direito de vida de tantas pessoas?

Como um médico que foi formado para salvar pode pregar a morte silenciosa do aborto, apenas para ficar rico no seu mundo egoísta? Esqueceu a essência primordial da medicina, que é salvar.

Deveria voltar as universidades o Juramento de Hipócrates, que exercia a medicina por prazer e amor, mas hoje vemos o dinheiro em tudo e comercializamos tudo, fazemos com que a arte de salvar que os medicos tanto amam se transforme na arte de matar em nome do dinheiro e pelo egoísmo.

Trecho do Juramento de Hipócrates que não pode ser esquecido pelos médicos:

“Aplicarei os regimes para o bem do doente segundo o meu poder e entendimento, nunca para causar dano ou mal a alguém. A ninguém darei por comprazer, nem remédio mortal nem um conselho que induza a perda. Do mesmo modo não darei a nenhuma mulher uma substância abortiva.”

%d blogueiros gostam disto: