Arquivo

Archive for agosto \23\UTC 2010

Manifestação da CNBB, Eleições 2010.

23 de agosto de 2010 8 comentários

O jornal O Estado de S. Paulo, em sua edição de sexta-feira, 20, na página A7, trouxe uma nota afirmando que o secretário geral da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa, “admitiu que os católicos votem em candidatos que são favoráveis ao aborto”. A citação, fora de seu contexto, leva o leitor a interpretações que não correspondem em absoluto à posição do secretário geral em relação a este tema. Diante disso, o secretário solicitou uma retificação por parte do jornal que foi publicada na edição deste sábado, 21, na página 2, coluna Fórum dos Leitores.

Publicamos abaixo a íntegra do texto

 Prezado Senhor Diretor de Redação,

foi com desagradável surpresa que vi estampada minha fotografia no topo da página A7 da Edição de hoje, sexta-feira, 20 de agosto, com a nota de que eu teria admitido que os católicos votem em candidatos que são favoráveis ao aborto. Gostaria de expressar, mais uma vez, a posição inegociável da CNBB, que é a mesma do Magistério da Igreja Católica, de defesa intransigente da dignidade da vida humana, desde a sua concepção até a morte natural. O aborto é um crime que clama aos céus, um crime de lesa humanidade. Isso, evidentemente, não significa que o peso da culpa deva recair sobre a gestante. Também ela é, na maioria das vezes, uma grande vítima dessa violência, e precisa de acompanhamento médico, psicológico e espiritual. Aliás, esses cuidados deveriam vir antes de uma decisão tão dramática. Os católicos jamais poderão concordar com quaisquer programas de governo, acordos internacionais, leis ou decisões judiciais que venham a sacrificar a vida de um inocente, ainda que em nome de um suposto estado de direito. Aqui, vale plenamente o direito à objeção de consciência e, até, se for o caso, de desobediência civil.

 O contexto que deu origem à manchete em questão é uma reflexão que eu fazia em torno da diferença entre eleições majoritárias e proporcionais. No caso da eleição de vereadores e deputados (eleições proporcionais), o eleitor tem uma gama muito ampla para escolher. São centenas de candidatos, e seria impensável votar em alguém que defenda a matança de inocentes, ainda mais com dinheiro público. No caso de eleições majoritárias (prefeitos, senadores, governadores, presidente), a escolha recai sobre alguns poucos candidatos. Às vezes, sobretudo quando há segundo turno, a escolha se dá entre apenas dois candidatos. O que fazer se os dois são favoráveis ao aborto? Uma solução é anular o próprio voto. Quais as conseqüências disso? O voto nulo não beneficiaria justamente aquele que não se quer eleger? É uma escolha grave, que precisa ser bem estudada, e decidida com base numa visão mais ampla do programa proposto pelo candidato ou por seu Partido, considerando que a vida humana não se resume a seu estágio embrionário. Na luta em defesa da vida, o problema nunca é pontual. As agressões chegam de vários setores do executivo, do legislativo, do judiciário e, até, de acordos internacionais. E chegam em vários níveis: fome, violência, drogas, miséria… São as limitações da democracia representativa. Meu candidato sempre me representa? Definitivamente, não! Às vezes, o candidato é bom, mas seu Partido tem um programa que limita sua ação.

Por isso, o exercício da cidadania não pode se restringir ao momento do voto. É preciso acompanhar, passo a passo, os candidatos que forem eleitos. A iniciativa da Ficha Limpa mostrou claramente que, mesmo num Congresso com tantas vozes contrárias, a força da união do povo muda o rumo das votações. Que o Senhor da Vida inspire nossos eleitores, para que, da decisão das urnas nas próximas eleições, nasçam governos dignos do cargo que deverão assumir. E que o cerne de toda política pública seja a pessoa humana, sagrada, intocável, desde o momento em que passa a existir, no ventre de sua própria mãe.

Dom Dimas Lara Barbosa

Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro Secretário Geral da CNBB

Fonte: http://www.cancaonova.com

Anúncios

Eis a grandeza de DEUS

18 de agosto de 2010 Deixe um comentário

Esse vídeo mostra apenas uma das grandezas de DEUS, com certeza a maior grandeza DELE é você.

Isso é um pedacinho das maravilhas de DEUS que o homem conseguiu explorar.

Irmã Themis – De protestante (“evangélica”) a Católica

9 de agosto de 2010 Deixe um comentário

A ditadura do PT, não vamos deixar nosso país virar pagão.

9 de agosto de 2010 1 comentário

Cristãos cuidado com as eleições de 2010, não vamos votar em anti-cristão, não vamos votar em abortistas.

Saindo da “mente revolucionária”, e se reconciliando com DEUS

8 de agosto de 2010 Deixe um comentário

Pessoal, venho neste artigo falar sobre “mentes revolucionárias” para falar deste assunto tenho que expressar um pouco sobre o relativismo cultural que o Papa Bento XVI vem alertando ultimamente.

O que vem a ser relativismo cultural?

 

Relativismo cultural é a idéia de que tudo é relativo, a minha forma de agir é peculiar e diferente da sua, a sua é diferente da de sicrano, a de sicrano é diferente da de fulano e etc., mas, a idéia do relativismo cultural vai, além disso, afetando a questão moral, ou seja, eu posso fazer o que bem entender. Pois bem, matar pode ser conveniente para mim e não para você, fazer sexo desregradamente pode ser conveniente para mim e não para você…( Lembre-se: isso tudo se trata de exemplo fictício, explicativo). Então veja bem, o relativismo cultural é uma ordem da qual DEUS não participa porque está de acordo com a sua vontade absoluta, estando na sua vontade absoluta você se coloca como “deus” no sentindo de poder mandar em tudo, na forma que bem entender, isso é o que se chama “mentes revolucionárias” que se é vivido pela maioria das pessoas atualmente ou podemos chamar de liberalismo, isso tudo é uma ilusão uma desfiguração do ser humano, é uma falsa realidade. Um alerta, cuidado com esse tipo de cultura que se prega hoje, não se pode viver apenas na ordem da nossa vontade.

Um exemplo que vemos hoje de “mentes revolucionárias é a Lei 7.037 de dezembro de 2009, a chamada de PNDH-3 (assinada pelo presidente Lula e pelo Ministro Vanuchi, que é: liberação do aborto, regularização civil do homossexualismo, profissionalização da prostituição e etc., ou seja, eles brincam e se julgam deuses, querem agir somente no seu bem querer, egoísta e de interesse próprio. Nós como cristãos não podemos deixar isso acontecer!

Partimos para o seguinte exemplo, para ótica de que tudo se pode fazer.

Você e eu podemos muito bem fazer o que bem entendemos, mesmo sendo errado, podemos pegar uma faca ou uma arma de fogo e matar alguém, podemos “xingar”, podemos roubar, podemos caluniar e assim por diante. Mas, lembremos agora de uma palavra de São Paulo: “Tudo posso, mas nem tudo me convém”. Você é cristão nem tudo lhe convém, não se pode fazer o que bem entender. Não se pode praticar desregradamente a sua vontade.

O cristão busca e crer na verdade absoluta da palavra de DEUS, se não, estaríamos vivendo como marginais, nas margens da lei. O cristão acredita na verdade da palavra de DEUS, vive o amor, vive dentro dos preceitos da ordem do bem estar humano e espiritual, a favor da vida, da vida moral, seja ela humana ou espiritual.

Pois é, o que vemos são absurdos como, violência, traições, distúrbios sexuais, mentiras, corrupção e etc. tudo porque a ambição humana visa ser “deus” busca o bem querer de forma singular de interesse próprio.

Rousseau seguindo uma linha aristotélica diz: “Todo homem é bom, a sociedade que o corrompe”. Na visão aristotélica todo homem nasce bom ao longo do tempo ele vai aprendendo a maldade. Então vejam, você não irá ver uma criança nascendo “xingando”, não nascemos com a intenção de matar, não nascemos com ódio, não nascemos buscando a maldade, ao contrário, o nascimento é a forma física do amor, você nasce no amor. O homem nasce bom, o homem é inerentemente bom.

Não convém agora depois de todo amor que foi sua concepção você se tornar uma pessoa má.

Se reconcilie com DEUS

Não deixe o mundo destruir toda graça de DEUS em sua vida. Retorne ao amor, retorne a Cristo que pregou com sua vida o amor, doando-se para nos salvar.

Paz e Bem!

DCN

 

Categorias:Artigos religiosos

Alice no país das maravilhas

8 de agosto de 2010 Deixe um comentário

Confesso que esse filme nunca me despertou interesse algum e nem sei a posição da Igreja Católica a respeito deste filme.

Por falta de opção acabei assistindo e uma coisa boa me chamou atenção.

A Rainha vermelha (a rainha má) possui uma deformação que é uma cabeça enorme, completamente desproporcional ao seu corpo. Ao seu redor (súditos) existiam várias pessoas que também possuíam deformações, orelhas gigantes, barrigas monstruosas, seios deformados, papada do rosto grande, narigudos, olhos esbugalhados e etc. A rainha se sentia bem porque tinha ao seu redor pessoas também com defeitos, deixando-a confortada no seu defeito.

 

Num certo momento do filme a nariguda deixa seu grande nariz cair, ou seja, seu defeito caiu. A rainha má se espanta por ver que ela não tem defeito e constata que tudo aquilo não eram defeitos de verdade, que todos que estavam ao seu redor possuíam um defeito de mentira para satisfazê-la. Naquele momento a rainha entra num surto de ira e percebe que a única com defeito real é ela que possui mandando imediatamente decapitar todos os seus súditos.

No mundo da Rainha vermelha o pré-requisito era possuir defeitos, se não possuísse estava fora, seria decapitado.

Moral da história e trazendo aos tempos atuais.

Obs.: vamos entender estes defeitos como sendo pecados, erros e maldade.

No mundo o pré-requisito é possuir pecados, se você tenta não viver o pecado para viver em Cristo, se você luta contra os defeitos e erros, você está excluso deste mundo, é expurgado do meio dos ímpios. Graças a DEUS (rs).

Existem pessoas que possuem defeitos e erram, e, querem permanecer nesta situação, para não se sentirem sozinhas buscam defeitos nas pessoas tentando justificar o seu, e quando percebe que essas pessoas não possuem mais nenhum defeito e vê que ela é a única a estar na maldade procura imediatamente decapitar, ou seja, procura destruir as vidas que buscaram sair dos defeitos.

Existem pessoas que se alegram e se confortam com o defeito dos outros tentando encobrir seus próprios defeitos.

Essas pessoas que possuem estes defeitos usam de calunia, difamação, maledicência e até podem agir de agressão física contra pessoas que superaram seus defeitos.

Saiba que você pode sair desse defeito e não ser mais um súdito ou escravo de uma pessoa má.

DEUS nos dá força para superar qualquer erro, qualquer maldade.

Paz e Bem!

DCN

Categorias:Livros e Filmes

A evangelização em todos os dias, em todos momentos, a cada instante.

6 de agosto de 2010 Deixe um comentário

Temos como conceito de evangelização anunciar a boa nova e transmitir a palavra de DEUS, mas, não praticamos por completo. Pensamos que evangelizar é pregar em um grupo de oração, pensamos que evangelizar cantar e dançar em um evento religioso. Pensamos que evangelizar é sorrir e estar incansavelmente nas obrigações da Igreja.

Pois digo, evangelizar é muito mais do que isso, porque o mundo precisa ver pessoas diferentes por aí a fora.

Partimos para o seguinte pensamento: está você em algum lugar, seja em um banco, restaurante e etc. você vê uma pessoa que periodicamente frequenta sua comunidade, a mesma igreja…você passa por essa pessoa e nem a cumprimenta. Automaticamente aquela pessoa vai julgar a igreja por você, vai dizer: aquela menina(o) faz parte da mesma comunidade que frequento e nem se quer me cumprimentou, ou seja, você perdeu a chance de demonstrar um mundo diferente, o mundo de Cristo.

Talvez você esteja pensando que isso é besteira, mas não é. As pessoas esperam atenção, principalmente daqueles que buscam a verdade, afinal, a verdade deve ser partilhada. Mas você preso na insegurança acha que isso não é necessário e passa arrogante com seu coração “empinado”. Seu coração é de carne e deve agir como realmente o é, principalmente o coração batizado pelo Espírito Santo, desse será cobrado em dobro, na medida da medida.

Evangelizar é dar atenção a todos sem distinções, sabendo que ali (na pessoa) está o próprio Cristo.

Você pode também partir para a seguinte ótica: Ah! Não irei falar com essa pessoa porque ela fez isso ou aquilo. Usa de prejulgamentos dos sepulcros caiados, pois é, você que está na Igreja pode ser um perfeito sepulcro caiado. Cuidado! Seja Cristo!

Cuidado para você não ser um atirador, como diz a música de Lenine:

Atire a primeira, atire a segunda…até descarregar o tambor…

Atirador tarda mais não falha, atirador não tem dó quando atira, atirador é o dublê da ira, ele só sabe o nome, só viu o retrato. Alma sebosa é mais barato.

 

 

Você tem medo de se aproximar dos pecadores? TEM? SAIBA QUE VOCÊ FAZ PARTE DO MESMO REBANHO!

Não existe pecado maior ou menor, existe pecado. O salário do pecado é a morte.

Não seja um atirador que só sabe o nome ou só viu o retrato, seja um Cristão evangelizador.

Nas pequenas atitudes você levará muitas almas para DEUS.

*Aconselho vocês lerem o artigo: Abençoados Perseguidores. Nesse mesmo Blog.

Paz e Bem!

DCN

%d blogueiros gostam disto: